4 dias em Foz do Iguaçu - Paraná


4 dias em Foz do Iguaçu - Paraná

Data: 04/01/2016 a 08/01/2016

Hotel: Manacá Foz do Iguaçu

1º dia:

Hey people, 

I'm back suuuper no pique, porque mal voltei de uma e já embarquei na outra. Cheguei da viagem do final do ano (pra quem não leu, conto tudo sobre essa viagem aqui - Buenos Aires, aqui - Colonia del Sacramento, aqui - Montevideo e aqui - reveillon em Punta del Este aqui) no dia 2 de janeiro e dia 4 de janeiro, Douglas e eu embarcamos para um lugar que eu fui com a minha mãe em 2009 e que eu AMEI, pelo lugar e pela companhia: Foz do Iguaçu. Sem dúvida nenhuma, está no top 5 dos lugares mais lindos que eu já vi na vida!






Fechamos toda a viagem por uma agência que sempre fez nossos pacotes e que infelizmente não existe mais... pois é... fechou! =/ Nosso pacote incluía aéreo, hotel, transfer e alguns passeios que eu vou dizendo ao longo do post. 

Essa nossa aventura começou de madrugada.... Nosso voo foi às 3:30 da manhã no Aeroporto do Galeão pela Gol. Chegamos em Foz do Iguaçu às 5:30 e já tinha um transfer esperando a gente no aeroporto. 

Chegamos no hotel Manacá Foz do Iguaçu por volta das 6:00 e fizemos check in. O hotel é bem simples, mas aconchegante. O café da manhã era somente a partir das 7:00, então capotamos. Acordamos às 9:30 para tomar café da manhã (#vaigordinhos) que era MARAVILHOSO e voltamos a dormir mais um pouquinho. 




Acordamos novamente às 13:00 e o tour para Itaipu Binacional era às 14:10. Fomos no mercado que ficava a 2 quadras do hotel comprar água e belisquetes (não almoçamos) e voltamos para esperar o transfer. 

Chegamos na Itaipu Binacional e compramos o ingresso da visita panorâmica. Tem outras opções de tour, Douglas e eu optamos por essa. Eu paguei meia entrada (por causa da pós) e o Douglas pagou inteira. O total deu R$ 40,50 e o tour começava às 15:30. 

Esperando dar 15:30, fomos na lojinha de souvenir e na lanchonete comer um salgado (R$5/cada salgado). 

O tour começou às 15:30 em ponto com um filme no auditório contando a história da hidrelétrica e depois pegamos um ônibus. 

A primeira parada foi no vertedouro que serve para escoar a água em excesso no período das chuvas. E é MUITA água. 



Depois paramos em uma arquibancada onde eu e minha mãe assistimos em 2009 um "show de luzes" à noite, mas que durante o dia, dava para ter uma visão geral. 



Depois passamos de ônibus em cima da barragem, que é fascinante. Aliás, o passeio inteiro é fascinante! Eu sou meio fascinada com essas usinas, então eu amei o passeio. Quero muito um dia fazer o passeio interno, que não deu para fazermos por que estava esgotado. 



A última parada é no Rio Paraná, de onde sai um catamarã (outro passeio alternativo). 



O passeio durou em torno de 1:30 e quando voltamos, o transfer já estava esperando a gente para voltar. 

Saltamos no hotel e fomos andando para o centro. No caminho, avistamos a Churrascaria do Gaúcho com rodízio por R$28,50. Como não tínhamos almoçado ainda, resolvemos entrar. Estava bem vazia pois ainda eram 18:00. As carnes para mim estavam perfeitas pois não estavam cruas, mas para quem gosta de carne mais mal passada, ia achar bem esturricada. Talvez mais tarde, com o restaurante mais cheio, a carne fique mais ao ponto pois sai mais. 

Saímos andando em direção ao centro. No caminho, achamos uma Sorveteria Expresso Italiano, que parece sorvete do Mc Donald's, mas com vários sabores. Tomamos um copinho menor de doce de leite e banana e tava MARAVILHOSO (inclusive anotei aqui que foi melhor que o Freddo e custou R$3,00 #ficadica). Só não tomamos mais porque realmente não aguentamos!!

As lojas do centro estavam todas fechadas, então resolvemos ir ao shopping. De acordo com o Waze, dava 1,2km, então fomos andando. Demos uma volta no shopping e depois pegamos um táxi de volta para o hotel que deu R$12,00. 

Fomos dormir.


2º dia:

Acordamos mega cedinho pois o transfer ia pegar a gente às 8:10. Tomamos o café da manhã maravilhoso do hotel e ficamos esperando. 

Nossa primeira parada foi o Parque das Aves. Todo mundo que estava no ônibus foi, então acabamos indo também. A entrada do parque foi R$20 (meia) e R$40 (inteira) comprando com a guia. Douglas resolveu, não sei porque, perguntar na bilheteria e comprando direto lá era R$15 (meia) e R$30 (inteira) pois quando compra com a guia de turismo, eles tiram uma percentagem. =/



Ficamos mais ou menos 1 hora lá dentro e no final tiramos uma foto com a arara (melhor parte). O parque é bem legal, para quem gosta. Eu não tenho muita paciência. 



Continuamos, finalmente, para as Cataratas do Iguaçu! O ingresso foi R$34 por pessoa. A fila estava BEM grande, mas não pegamos ela pois tinha uma entrada especial para excursão. 

Voltamos para o ônibus até o início da trilha para as cataratas brasileiras. 



Essa trilha tem vários mirantes e tem no final a passarela para ver a Garganta do Diabo. Essa passarela é bem baixa e você fica completamente encharcado. Você pode comprar capa de chuva lá (acho que é R$15) ou comprar na cidade de Foz de Iguaçu que é R$5. 



Andamos bastante e depois fomos nessa passarela. Não conseguimos ver a Garganta do Diabo pois estava com muita névoa, mas ficamos completamente encharcados! Não quisemos usar a capa de chuva. 



OBS.: por motivos de VERGONHA MAIOR e atentado ao pudor, eu não posso postar fotos de frente porque minha blusa ficou toda colada!!!




Pegamos o elevador panorâmico e fomos almoçar. Tem fast food e buffet all you can eat por R$58. Pedi um cheeseburguer com guaraná e batata frita por R$22. 

Voltamos para o ônibus. A guia deixou no Macuco Safari quem ia fazer o passeio. É MUITO legal. Eu fiz da outra vez que eu fui. Custa R$185 por pessoa, mas super vale a pena. Douglas e eu optamos por fazer do lado argentino já que eu já tinha feito esse. Você pega um barco e vai até a beirada das cataratas. É muito legal mesmo!

Chegamos no hotel com chuva e fomos falar com a menina da agência que fica no hotel. Já bookamos por ela o passeio do lado argentino, que foi R$185 por pessoa e bookamos também um city tour que levou a gente no Centro Budista, na Mesquita e na Tríplice Fronteira. Foi R$55/pessoa. 

Resolvemos trocar o Dutyfree Argentina para esse dia ao invés de quinta-feira. O transfer pegou a gente no hotel às 17:00 e chegamos lá às 18:00. 




Os preços não estavam muuuuito bons pois o dólar estava R$4,00, porém o Dutyfree Argentina estava com 15% e eletrônicos com 10%, então algumas coisas estavam valendo a pena. Eu comprei 3 pingentes da Pandora (com o desconto estavam mais baratos que no Brasil, se não, não valia a pena). 

Voltamos para o hotel, trocamos de roupa e fomos jantar no La Mafia. Um carro do próprio restaurante veio buscar a gente no hotel às 20:45. 




Ficamos encantados com o restaurante e com o ambiente. Adoramos tudo! Pedi um nhoque aos 4 queijos e o Douglas pediu um prato de carne. De sobremesa, pedimos um petit gateau. Sério, o petit gateau MAIS GOSTOSO DA MINHA VIDA! SOMENTE! A conta deu R$150 com vinho. 

O carro levou a gente de volta no hotel e fomos dormir.


3º dia:

Acordamos mega cedinho novamente e saímos umas 8:10, dessa vez pro lado das Cataratas Argentinas (que eu mais amo). É muito lindo!

Ainda no hotel, o guia disse ao Douglas que a menina do hotel não tinha reservado o Gran Ventura (Macuco Safari do lado Argentino) e que talvez não tivesse mais vaga lá na hora. Douglas já saiu do hotel como.... virado no samurai... E com razão, pois pagamos antecipado para garantir a reserva e a mulher não reservou!!

No caminho, paramos numa loja para trocar reais por pesos argentinos pois a entrada do parque só pode ser paga em pesos argentinos (200 pesos). Como já tínhamos pesos (lembram que trocamos para pagar a barca e não aceitavam?? Então....) não trocamos nada. 

Paramos na fronteira para fazer a imigração. Douglas e eu viajamos com passaporte, mas até onde eu sei pode-se viajar com identidade. Importante verificar essa informação!!!! 

Finalmente chegamos no Parque Iguazu. Passamos pela roleta e fomos direto para a estação Cataratas, que leva à Garganta do Diabo



Como a fila estava imensa, resolvemos fazer as trilhas superior e inferior. Começamos pela superior e fomos até o final depois fizemos a inferior. 



O final dessa trilha molha também e muito. Como estava mais friozinho, dessa vez eu levei capa de chuva. E usei. O Douglas não - OBVIO, né?!



É revigorante. Parece que lava a alma! Indescritível. É sem dúvida, um dos lugares mais lindos que eu já vi na vida, e do Top 5 (principalmente a Garganta do Diabo). 

Paramos cerca de 1 hora para comer. Comi um frango a milanesa com batata frita e arroz e o Douglas comeu uma carne com salada e arroz mais 2 bebidas deus 310 pesos. De sobremesa, tomamos sorvete. 

Fomos então para a estação de trem para a parte mais aguardada de toda viagem: a Garganta do Diabo.  Sério, eu estava muito empolgada. Só quem já foi sabe do que eu estou falado.... É indescritível. Nem por foto é possível descrever a sensação de estar lá!!

Ficamos menos de 1 hora na fila, os trens vinham de 15 em 15 minutos. Andamos no trem uns 10 minutos e depois pegamos uma trilha de pouco mais de 1 km até a Garganta. 



Voltamos, pegamos o trem e depois a van e voltamos para o hotel. Acabamos não fazendo realmente o passeio pois estava lotado. 

Chegamos no hotel por volta de 17:30 e agendamos o Cassino no Paraguai na recepção para 21:00. Marcamos também o carro do Bodega 1940 para vir buscar a gente para jantar às 18:30 (mesmo dono do La Mafia). 

No Bodega 1940 pedimos pastel de bacalhau e para jantar eu pedi um bacalhau com natas e o Douglas pediu um camarão com molho de limão. Todos 2 maravilhosos!!! De sobremesa, pedimos um petit gateau de novo, mas esse não é tão bom quanto o outro. A conta deu R$126,00. 

Voltamos para o Hotel e pegamos a van para o Cassino no Paraguai (Casino Acaray). Chegamos umas 21:30 e fomos embora por volta de 1:00. Foi muito legal. Fizemos mais 3 amizades que depois encontramos o casal na viagem do carnaval em João Pessoa, que muito em breve eu contarei (é a próxima e eu colocarei o link aqui). Primeiro achamos que ia ser muito tempo, mas passou MUITO rápido e inclusive não queríamos ir embora. 




Voltamos para o hotel 1:00 e fomos dormir. 


4º dia:

Acordamos no laço para o café da manhã, 9:45, comemos e fomos para a piscina do hotel. Quando foi 13:00, fomos almoçar no restaurante que fica no mercado que tem pertinho do hotel (Muffato). O quilo é R$26,00 e servem tanto almoço quanto jantar. Não é nenhuma Brastemp, mas é boa a comida. 

Voltamos para o hotel para fazer o city tour que estava marcado para 14:00. Nossa primeira parada foi na Mesquita. As moças só podem entrar com as pernas cobertas, então o guia já tinha levado uma "saia" para mim.



Para quem não sabia dessa informação, eles alugam essa saia na porta por R$2,00. Além das pernas cobertas, as moças precisam cobrir também a cabeça, mas o véu eles emprestam na porta. 



Fiquei lyyyynda, né?! ahahahhahaha Cruzes!!!! A visita foi bem legal!! Eles contam algumas histórias e algumas curiosidades também. A entrada é gratuita. 

Nossa próxima parada foi no Templo Budista. A entrada também é gratuita. 



Ficamos um tempo maior no templo. É um lugar que pra mim, transmitiu muita paz. Gostei bastante. 



Nossa última parada foi a Tríplice Fronteira. Quando fomos, ainda era gratuito, porém a bilheteria já estava quase pronta, então acredito que agora já estejam cobrando entrada. 



A Tríplice Fronteira consiste nos rios que dividem os três país: Paraguai, Argentina e Brasil.  



Voltamos para o hotel por volta das 17:00 e marcamos com o casal de João Pessoal (Denys e Alécia que depois encontramos no Carnaval) e com a Ilka de São Paulo de jantar no La Mafia às 19:15. Às 22:20 era nosso transfer para o aeroporto.

O carro do La Mafia buscou a gente e fomos os primeiros a chegar no restaurante.  Eu pedi um filé empanado com parmesão e risoto aos 4 queijos. Delicioso!! Pedimos vinho e cerveja de trigo. A conta deu R$75/pessoa. 

Quando voltamos para o hotel, o transfer já estava esperando a gente. Chegamos no aeroporto às 22:50 e nosso voo era às 00:50. Chegamos no Rio de Janeiro às 2:50 e fomos para casa bem cansados!!

Bom, espero muito que tenham gostado, porque eu amei!!! É uma viagem bem curtinha, linda e que não se gasta muito!! 

Próxima viagem que eu venho contar é a viagem do carnaval para João Pessoa... Essa foi boa demais também!!!!!! Beijos e até a próxima!!!


Nenhum comentário