Museus de São Petersburgo - o que visitar entre os jogos da Copa na Rússia 2018 - Parte 1

Peterhof - São Petersburgo
Peterhof - São Petersburgo

Hey People!

Copa do Mundo chegando, todo mundo programando suas viagens e como vocês devem imaginar, a Rússia vai muito além dos jogos de futebol! Ela é cheia de encantos e nada melhor que explorar esses encantos entre um jogo e outro! Nesse post, convidei minha amiga Lia que minha mãe e eu conhecemos em Moscou para falar sobre os museus da Rússia.

Nesse primeiro post, escolhemos falar somente sobre os museus de São Petersburgo, mas muito em breve, postaremos outro falando sobre os museus de Moscou.

Bora começar?


Oi pessoal!

Meu nome é Lia e minha grande paixão sempre foi a literatura. Fiz Letras e estudei Russo e Português, logo defenderei meu mestrado em Literatura Russa. Em 2017, realizei meu sonho e passei um mês na Rússia.

Quando comecei a planejar a minha viagem para a Rússia, os museus estavam no topo da lista, lógico que o essencial seria o Hermitage e como eu fiquei 17 dias em São Petersburgo e tinha uma carteirinha de estudante (que me garantia a entrada grátis), eu fui três vezes ao museu e obviamente não vi inteiro. 

Se tem uma coisa no mundo que eu amo é museu! Lojinha de museu então! Nossinhora! Minha maior paixão! Então vim aqui contar um pouquinho sobre os museus que eu visitei!

Fabergé

Vocês com certeza já viram aqueles ovos russos super chiques com pedras preciosas e muito ouro. Os ovos eram encomendados pela família real como presentes de Páscoa de 1885 até a queda do regime em 1917. 

Fabergé - São Petersburgo
Fabergé - São Petersburgo
O museu é pequeno, nas margens do Fontanka e dá para fazer a visita em 40 minutos. Eu cheguei faltando 45 minutos para fechar o museu e deu para conhecer tudo tranquilamente. 

São nove ovos da família real além de outras esculturas e relógios.

p.s.: os funcionários do museu são os mais educados e simpáticos da Rússia. Um dos seguranças super se empolgou e voltou comigo para me mostrar as joias preferidas dele, explicando porque gostava de cada uma delas e todos os detalhes.

Eu estava chocada com a quantidade de ouro e pedras preciosas do lugar, os ovos são magníficos, mas a “escultura” favorita daquele senhor era a de um homem comum e ele dizia que gostava de como tinham feito o rosto e as roupas. 

  • ABERTO TODOS OS DIAS DAS 10H ÀS 21H.

Museu Russo - Coleção Ludwig 

No meu segundo dia em Piter, eu resolvi ir caminhando pela cidade para ver com meus próprios olhos todos os lugares que eu conhecia dos livros e entrei meio sem saber nesse museu. 

Além de obras russas, ele conta com a coleção Ludwig, que é bem abrangente e interessante (se você gostar de arte moderna), com obras de Picasso, Warhol, entre outros. As obras foram doação do casal de colecionadores, Peter e Irene Ludwig.

Eu perguntei para uma das senhorinhas se eu podia beber água dentro do museu e ela, percebendo na primeira sílaba que eu não era russa, me perguntou de onde eu era. 

Quando eu disse que era brasileira, ela respondeu felicíssima: -Brasil! Eu amo CLON. Aí eu fiquei com uma cara de nada e a Olga repetiu: Amo CLON, Giovanna Antonelli, Murilo Benicio!

E o maior sorrisão do mundo! Fiquei uns 15 minutos conversando sobre novelas com ela, que sabia o nome de todos (TODOS) os atores da Globo. O sorrisão dela falando das novelas e do Brasil ficou na minha memória e, de verdade, foi uma daquelas conversas que valeram o dia.

  • ABERTO DAS 10H ÀS 18H. FECHA ÀS TERÇAS. 

Museu Russo – Palácio Mikhailovski

Museu Russo e Coleção Ludwig - São Petersburgo
Museu Russo e Coleção Ludwig - São Petersburgo
O maior, perto da igreja do Sangue Derramado, tem um acervo bem grande de arte russa, da arte medieval até o século XX. A arte russa não é tão conhecida como a francesa e a italiana, então eu acho que vale muito a pena conhece-lo para poder ter uma noção. 

Como eles são ortodoxos e a cultura é um pouco diferente da nossa herança europeia, você perceberá a diferença. 

Eu visitei o museu no sábado depois da Igreja e cheguei tarde. Como o museu fecha às 18h, eu visitei meio correndo. 

Na saída, há o jardim de verão e várias esculturas em homenagem aos grandes escritores da Rússia.

São vários “Museus russos” espalhados pela cidade, veja qual agrada mais: http://en.rusmuseum.ru/about/palaces/

  • ABERTO DAS 10H ÀS 18H. FECHA ÀS TERÇAS.

Hermitage

Hermitage - São Petersburgo
Hermitage - São Petersburgo

É o maior museu da Rússia e terceiro do mundo, mas não é só a arte que importa aqui. 

A maior parte do Hermitage está localizada no Palácio de Inverno da família real russa e centro do poder dos Romanov por mais de cem anos. Boa parte do segundo andar é dedicado aos aposentos dos tsares, a sala do trono, os vestidos de Catarina, a Grande estão lá. 

É bonito e legal para conhecer a vida na corte (parece um pouco Versailles), mas, pense bem no quanto quer ver de cada sala e quais escolas de arte porque o museu é gigantesco e não dá para ver tudo.

Destaque especial para o relógio de ouro e a sala de espelhos.

Peacock Clock - Hermitage
Peacock Clock - Hermitage

Eu, particularmente, gostei muito do corredor com os retratos dos tsares e tsarinas da dinastia dos Romanov, começando com Miguel I, passando por Pedro, o Grande; Catarina, a Grande; Alexandre I (o que derrotou Napoleão) até o último tsar, Nicolau II e sua esposa, tsarina Alexandra.

O Palácio de Inverno também é importante para a Revolução de Outubro de 1917, quando os bolcheviques invadiram o palácio e tomaram o poder. O “aviso” que deu início a invasão veio do navio Aurora, que pode ser visitado também: 

Como eu disse, o Museu é gigantesco e um tiquinho confuso. Eu sugiro que você escolha o que quer ver antes de entrar no museu. 

No primeiro dia, eu paguei o valor do ingresso completo e passei o dia todo lá dentro. Cheguei na hora que abriu e fui quase expulsa na saída. Parei para almoçar, claro, mas fiquei mais de seis horas no museu e não vi quase nada. 

Hermitage - São Petersburgo
Hermitage - São Petersburgo

Comecei pela coleção de Egito, que é linda, e dei sorte de ver o túmulo de Nefertiti, que o museu de Torino “emprestou”. Além do acervo, sempre rola exposições temporárias, só conferir no site.

Nesse primeiro dia, eu fiquei a maior parte no primeiro andar que concentra as obras, além do Egito (múmias, artefatos), pré-história (principalmente russa e vários artefatos da Sibéria), e artefatos da Ásia Central, Cáucaso, Grécia e Roma (há uma escultura enorme de Júpiter – ou Zeus, para os gregos). 

O primeiro andar é dedicado à arte antiga e o terceiro, à arte oriental e umas coisas que parecem sem lugar, tipo, as moedas.

Eu subi para o segundo andar apenas para ver os aposentos reais, deixei para ver o restante nos outros dias.

Na segunda vez, eu entrei de graça. Eu estava acompanhada de dois amigos: Peter, que é holandês, e o Alessandro, italiano que se recusou a ver a coleção italiana porque queria ver coisas novas.

Subimos para o segundo andar e vimos os franceses, os holandeses (segundo o Peter, a pintura é o grande orgulho da Holanda e a melhor coisa que eles fizeram) e os ingleses.

Terceira vez, eu fui com o Peter, novamente, e o outro amigo nosso, Mikhail, que é do Azerbaijão. Como eu não tinha visto os italianos, eu corri para o segundo andar e consegui terminá-los. 

Eu precisei de um dia inteiro e mais duas tardes (nós chegamos umas 17h e ficamos até às 21h) para fazer só o Palácio de Inverno e eu fui andando rápido, escolhendo as salas que eu queria ficar mais e faltou coisa. 

Eu fui bem desatenta e não entendi que as obras a partir do século XIX ficavam em outro prédio. Fiquei super decepcionada porque não deu para voltar uma quarta vez. A Laura e a Alzira foram mais espertas e visitaram o outro prédio. 

** Dica de filme: Arca Russa




O filme é rodado em um plano sequência único sem cortes e conta a história da Rússia até a Revolução em 1917 passando pelas salas do museu. 


Para ler a crítica em português, clique aqui


  • ABERTO DAS 10H30 ÀS 18H. Às quartas e sextas, aberto até 21h. Fecha às segundas.

Petergoff (Peterhoff)

Peterhoff - São Petersburgo
Peterhoff - São Petersburgo

Se na gélida e chuvosa Piter, está o Palácio de Inverno, temos o Palácio de Verão fora da cidade.

É a Versailles russa e esse era o objetivo de Pedro, o Grande, mesmo. Um palácio enorme, jardins gigantescos, várias, várias fontes... É muito bonito e vale a visita. 


Peterhoff - São Petersburgo
Peterhoff - São Petersburgo
Eu fui de ônibus com a minha escola, então não sei chegar. Visitamos os jardins e as fontes e depois conhecemos a casa de banho. Nós não entramos no palácio, mas segundo a guia, os objetos da família imperial, os aposentos mais bonitos estão no Hermitage então não valeria a pena. 

Pelo que me explicaram (e meu amigo, Peter, foi sozinho depois) é mais fácil e rápido, mas mais caro, ir de barco. Atrás do Hermitage, há uma companhia de barcos, a Astra Marine, que faz o trajeto.

Esse museu merece um post inteiro só para ele! Em breve, colocarei ele aqui! 

  • ABERTO DAS 9H ÀS 19H. Todos os dias.
Museu da Vodka - São Petersburgo
Museu da Vodka - São Petersburgo

Não fui, mas tenho amigos que foram e ninguém achou nada especial, mas tem degustação no final caso você goste muito de vodka...

  • ABERTO DAS 10H ÀS 20H. Todos os dias. 

Palácio da Catarina

O Palácio da Catarina é um palácio um pouco afastado de São Petersburgo (fica em Tsarskoye Selo) e serviu de residência de verão aos tzares. Ele é lindo e também mereceu um post só para ele! Para ler o post completo sobre o Palácio da Catarina, clique aqui. 

Palácio da Catarina - Russia
Palácio da Catarina - Russia

Balés

Em São Petersburgo, há duas grandes companhias de balé, o Mikhailovski e o Marinskii. A Laura foi no Mikhailovski. Eu fui duas vezes ao Mariinskii, assisti aos balés, “Cinderela” e “O Corsário”. 


Mariinskii - São Petersburgo
Mariinskii - São Petersburgo

Mariinskii - São Petersburgo
Mariinskii - São Petersburgo
Há dois Mariinskiis, o primeiro, antigo e clássico, e o segundo, todo moderno. Quando eu fui, o antigo estava fechado e a temporada começa só em outubro. De qualquer forma, assista a um balé de alguma companhia. Será lindo, eu garanto.

------

Queria muito agradecer à Lia pelo post, eu amei e espero muito que tenham gostado também! Em breve retornaremos com os Museus de Moscou.





Nenhum comentário